segunda-feira, 16 de maio de 2011

CONTINENTE AFRICANO

ÁFRICA : Origem 

A palavra África deriva de AVRINGA ou AFRI, nome da tribo Berbere que na antiguidade habitava o Norte do continente. Os berberes são descendentes dos antigos Númidas que habitavam a região chamada Numídia, entre o país de Cartago e atual Mauritânia, conquistada pelos romanos, hoje Constantina, na Argélia. Esta significa também: façanha, proeza, valentia, algo difícil de realizar. Este segundo e pseudo significado, embora recheado de certo preconceito de um lado, de outro dignifica os africanos, pois mostra a nítida resistência à penetração estrangeira no interior do o continente e  traduz a realidade verdadeira da época. Foi dado pelos Europeus expedicionários, principalmente os portugueses, como conseqüência das enormes dificuldades que  tiveram em penetrar no interior do continente.     
         
         A PARTILHA DA ÁFRICA
Os primeiros contatos com os povos africanos não foram imediatamente de dominação, mas de caráter comercial. No entanto, os conflitos originados pela competição entre as várias potências européias levaram à dominação política desses reinos, que culminou com a partilha do Continente Negro pelos estados europeus na Conferência de Berlim, em 1885. A divisão do território foi feita segundo os interesses das potências colonizadoras que não respeitavam as diferenças étnicas. 

Descolonização África : O processo de descolonização nos vários países foi marcado pela violência. Algumas potências européias procuraram negociar uma nova relação com suas colônias para garantir a sobrevivência de seus empreendimentos econômicos. Exemplos desses acordos entre colonizadores e colonizados ocorreram em várias áreas de domínio francês e inglês. Na maioria desses casos as fronteiras determinadas pelos dominadores europeus em função de seus interesses foram mantidas, o que explica o fato de membros de uma mesma etnia ficarem separados por vários países e de membros de etnias diferentes continuarem a conviver em um mesmo território. Também é por isso que as línguas nacionais adotadas nesses países foram as dos respectivos colonizadores, já que não havia uma língua comum aos diferentes povos reunidos num mesmo país. Outras áreas africanas, só alcançaram sua autonomia depois de violentas guerras civis e lutas mais a fim de expulsar os dominadores do território.

                          CONTINENTE AFRICANO
 
Introdução: A África é um  continente com, aproximadamente, 30,27 milhões de quilômetros quadrados de terras. Estas se localizam parte no hemisfério norte e parte no sul. Ao norte é banhado pelo mar Mediterrâneo; ao leste pelas águas do Oceano Índico e a oeste pelo Oceano Atlântico. O Sul do continente africano é banhado pelo encontro das águas destes dois oceanos. 

Geografia da África:

-Principais rios: Nilo, Níger, Congo, Limpopo, Zambese e Orange.
- Clima:
Clima Mediterrâneo (chuvas na primavera e outono) no norte e sul; Clima Equatorial (quente e úmido) no centro.
- Relevo: Monte Atlas (norte), Planalto Centro-Africano (região central), Grande Vale do Rift com altas montanhas e depressões (leste). Na região norte destaca-se o
Deserto do Saara.
- Cidades mais populosas:
Cairo (Egito), Lagos (Nigéria), Kinshasa (R. D. do Congo), Cartum (Sudão), Johanesburgo (África do Sul) e Gizé (Egito). 

Escrito por: MARIA TERESA SALUSTIANO E SILVA

Nenhum comentário:

Postar um comentário